Questões frequentes sobre próteses mamárias

  • Cirurgia Plástica
  1. A Prótese mamária serve para dar forma, deixar o colo da mama mais bonito e deixar a mama mais “dura”?
    Essa é uma dúvida frequente em nosso serviço, para dar a forma e deixar o colo da mama mais bonito a técnica adequada bem feita( tendo volume adequado de mama já presente), já é suficiente para dar formas muito agradáveis, sem a necessidade de prótese. A prótese serve para dar VOLUME a mama. Portanto sempre explico às pacientes que se elas já possuem volumes que as agradam, então a prótese não é necessária, somente devemos recolocar a mama na posição adequada. Em relação a questão da paciente querer a mama durinha, na verdade depende muito mais da pele e tecido dela, uma prótese não faria diferença nesse quesito, somente aumentaria o volume. Uma técnica adequada na maioria dos casos é suficiente para atingir o objetivo da paciente, porém algumas pacientes devido ao seu tipo de pele nunca conseguirão ficar com as mamas “durinhas”, vão conseguir ficar com elas bonitas e no lugar certo, mas a consistência fica por conta do tônus da pele.
  2. Em quanto tempo eu preciso trocar a minha prótese?
    As próteses atuais não tem um tempo certo de duração, mas duram muito mais do que as antigas que invariavelmente com 10 anos rompiam e deformavam. Com a tecnologia atual essas próteses estão durando muito tempo. Em nosso serviço na quase totalidade de trocas próteses,sendo essas da atual tecnologia, somente as trocamos pois caiu no gosto do povo brasileiro mamas de tamanhos maiores.
  3. Será que eu coloco a prótese de mama / prótese de silicone acima ou abaixo dos músculos peitorais?
    Para tentarmos elucidar essa situação adequadamente, vamos explicar as principais vantagens e desvantagens de colocar embaixo do músculo.
    Começaremos com a primeira vantagem que, acredito, seja o mais importante fator, ao colocar a prótese me mama / silicone abaixo do músculo nos obtemos uma mama de aspecto mais natural. Como sempre é dito para as nossas pacientes, a cirurgia plástica deve ser uma cirurgia harmoniosa. Acreditamos que o resultado ideal é aquele em que a pessoa obtêm o aumento que queria mas sem parecer uma mama artificial, uma mama em que a quilômetros todos sabem que é silicone. Quando colocada abaixo do músculo o colo da mama tem uma transição mais harmoniosa, sem dar aquele aspecto arredondado de prótese de mama, logo grandes prótese podem ser colocadas mantendo o seio com aspecto natural. A segunda vantagem é que abaixo do músculo não chegamos nem perto do tecido glandular mamário e portanto dificilmente alterará algo em relação a amamentação. A terceira vantagem é o fato de que abaixo do músculo não é alterado o exame de mamografia. Logo em pacientes com histórico de câncer de mama na família esse exame não se alterará podendo a paciente ser acompanhada pela vida com maior tranqüilidade. Dentro das desvantagens estão que não recomendamos a colocação de prótese de mama / silicone abaixo dos músculos peitorais de atletas de ponta e halterofilistas pois o esforço em ambos os casos, como é mais intenso, predispõem para que a prótese de mama / silicone migre para uma posição mais superior, saindo da posição ideal. Muitas pacientes ouvem falar que a dor é maior quando é colocada abaixo dos músculos peitorais. Isso é parcialmente verdade, pois apesar da dor poder ser maior, usando os remédios adequados o pós-operatório acaba sendo igual para ambos os casos tanto acima quanto abaixo dos músculos peitorais.
  4. Para dar efeito igual é necessário colocar uma prótese maior quando ela é colocada abaixo do músculo peitoral?
    Em geral para obtermos o mesmo efeito visual, quando colocamos a prótese embaixo do músculo peitoral devemos colocar uma prótese maior do que caso fossemos colocá-la acima do músculo peitoral, pois o músculo acaba por comprimi-la mais.
  5. Qual o tamanho de prótese devo usar?
    Uma dúvida muito frequente em nosso consultório é: Minha amiga colocou 250ml e ficou ótimo e outra colocou 375 ml e também ficou muito bom, como pode isso? Na verdade o que temos que entender é que cada paciente é um caso diferente. Não existe fórmula de bolo para prótese, mas o raciocínio é bem simples, nós temos que entender quanto a pessoa possui de volume de mama antes e saber o quanto de volume ela quer após a cirurgia. Exemplificando o raciocínio anterior temos o seguinte fato, uma pessoa com muito pouco tecido mamário +- uns 50ml ao colocar 350ml ficará com resultado final de 400ml. No entanto uma pessoa que já tem algum tecido mamário, digamos uns 175ml, ao colocar 250ml de prótese acabará com 425ml, ficando com 25ml a mais do que a primeira.
    50ml + prótese de 350ml = 400ml
    175ml + prótese de 250ml = 425ml
    Vendo a simples representação matemática acima entenderemos essa dúvida tão frequente. Logo o tamanho da prótese a ser usada nada mais é do que o volume que a paciente quer menos o que ela tem de tecido mamário. Por isso tamanhos muito diferentes de prótese podem dar o mesmo resultado final, tudo dependendo do que a paciente possuía anteriormente.
  6. A rejeição da prótese é frequente?
    Embora possível, é uma situação muito rara.
  7. A prótese de mama aumenta o risco de câncer de mama?
    Atualmente está comprovado que não aumenta o risco.
  8. Com a prótese os seios não tendem a cair mais rapidamente?
    Após a colocação de implantes os seios seguem sua evolução normal, o aumento da flacidez cutânea é provocado pela idade; com a prótese essa flacidez pode ser menos acentuada. Por outro lado, quando a prótese é colocada sob o músculo, seu peso não repercute na pele, o que provoca uma caída menos acentuada que a provocada pela colocação acima do músculo ou diretamente sob a glândula.
  9. Existe uma idade mínima para a cirurgia?
    Sim. A colocação de próteses só é recomendável a partir dos 17 anos, com a passagem da puberdade e a formação completa do corpo
  10. Qual a sua opinião sobre como deve ser a cirurgia de inclusão de prótese mamária?
    Em nosso serviço acreditamos que a prótese de mama é um grande instrumento a ser utilizado pelas mulheres que querem um aumento de volume de mamas. Acreditamos também que a cirurgia plástica deve ser uma cirurgia nobre, que dê o efeito desejado, porém sem deixar um aspecto de falso. O objetivo almejado é sempre que a pessoa tenha um aumento de mama sem ter um aspecto artificial. Sendo colocar a prótese abaixo do músculo a técnica preferida da equipe, fica mais fácil, mesmo com bons volumes de prótese, obter bons aumentos com naturalidade.

Dr. Luis Eduardo Barbosa

O Dr. Luís Eduardo Barbosa (CRM 9369ES) formou-se em medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP–USP), em 2001, fez residência médica de Cirurgia Geral pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto (HC-FMRP-USP), tendo completado seus estudos de Cirurgia Plástica na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), todas instituições tidas como as melhoras na área em toda a América Latina e das melhores do mundo.